Notícias

04/07

Uso de MFA quase dobra desde 2020, diz relatório Okta

Okta parceira no Brasil da WebSIA, anunciou em 12 de junho o lançamento do seu relatório internacional “Secure Sign-In Trends Report”, que revela tendências importantes no uso de autenticação multifator (MFA).

O relatório, que analisa bilhões de logins mensais de clientes da Okta Workforce Identity Cloud em mais de 16 setores globais, aponta que a adoção de MFA quase dobrou desde 2020. Além disso, destaca que autenticadores resistentes a phishing, como Okta FastPass e FIDO2 WebAuthn, são as melhores opções em termos de segurança e conveniência para os usuários.

“A Okta está avançando nas estratégias de segurança de confiança zero dos nossos clientes, ajudando-os a adotar inovações como MFA resistente a phishing e sem senha”, disse Todd McKinnon, cofundador e CEO da Okta. “Ao compartilhar dados sobre a adoção dessas tecnologias críticas por nossos clientes, podemos impulsionar um maior progresso com governos, nossos parceiros e nossos clientes.”

Principais conclusões do relatório incluem:

  • 90% dos administradores da Okta e 64% dos usuários fizeram login usando MFA em janeiro de 2023.
  • Os métodos de login que oferecem maior resistência a phishing (Okta FastPass e FIDO2 WebAuthn) também proporcionam a experiência de usuário mais rápida e confiável.
  • O setor de tecnologia está melhor posicionado para migrar para um futuro sem senha, com 87% dos logins já utilizando MFA. Seguros (77%), Serviços Profissionais (75%), Construção (74%) e Mídia e Comunicação (72%) completam os cinco principais setores em adoção de MFA. Surpreendentemente, setores altamente regulados tendem a ficar para trás.
  • A adoção de MFA pelos clientes da força de trabalho da Okta saltou de 35% para 50% em dois meses, entre fevereiro e março de 2020.
  • Organizações com menos de 300 empregados (79%) superam o uso de MFA de empresas com mais de 20.000 funcionários (54%).

O MFA adiciona uma camada extra de segurança em cima de credenciais como senhas, que são altamente suscetíveis a abusos. Mais de 80% dos ataques a aplicativos Web corporativos e quase metade de todos os ataques de comprometimento de e-mail comercial resultam de nomes de usuário e senhas roubados. A MFA fornece maior certeza de que um usuário é quem ele afirma ser antes de conceder acesso a um aplicativo ou conta on-line.

A MFA verifica identidades solicitando que os usuários forneçam diferentes tipos de informações ou fatores para obter acesso a uma conta ou aplicativo. No entanto, um aumento nos ataques sofisticados de bypass de MFA está levando as organizações a avaliar a necessidade de fluxos de autenticação resistentes a phishing.

De acordo com o relatório, o uso de autenticação resistente a phishing, como Okta FastPass ou FIDO2 WebAuthn, oferece a combinação ideal de segurança e experiência do usuário. Embora seja frequentemente assumido que os tomadores de decisão de tecnologia devem “trocar” a segurança pela experiência do usuário, a pesquisa da Okta descobriu que, em média, fazer login com autenticadores sem senha e resistentes a phishing economiza tempo e é menos propenso a falhas quando comparado ao uso de senhas.

Sobre o Relatório de Tendências de Entrada Segura da Okta

O relatório foi criado a partir de dados de eventos de autenticação MFA direta na Okta Workforce Identity Cloud (WIC). Os analistas anonimizaram e agregaram dados de bilhões de autenticações e verificações mensais em todos os países ao redor do mundo. Os clientes corporativos da Okta e seus funcionários, contratados, parceiros e clientes usam a Okta para fazer login com segurança em dispositivos, sites, aplicativos e serviços, aproveitando os recursos de segurança para proteger seus dados. Eles abrangem todos os principais setores e variam em tamanho, desde pequenas empresas até algumas das maiores organizações do mundo, com centenas de milhares de funcionários e milhões de clientes.

O relatório completo pode ser consultado clicando aqui

Matéria do site Crypto ID

A WebSIA é parceira estratégica da Okta no Brasil.